segunda-feira, 2 de junho de 2008

De Dili para Bali para Jakarta para Singapura para Siem Reap no Camboja volto a Singapura e vou para Johor Bahru na Malásia e depois voo para Bali e regresso a Dili, onde o campo de refugiados em frente ao Hotel Timor foi evacuado.

Estou sentada no aeroporto de Singapura. Trago sapatilhas le coq sportif, calças indonésias, camisola chinesa, carteira timorense. No ipod toca a banda sonora do Frida. Faço contas à semana de férias e perco-me entre os reeis do Camboja, ringgits malaios, dólares de Singapura. Procuro bem a ver se as rupias indonésias me chegam para a noite em Bali, cruzo-me com dólares de Hong Kong e poucos americanos. Lá ao fundo, os euros é que me safam.

Preciso de queimar os últimos cartuchos do cartão de telefone, mas a panóplia de países é limitada. Conheço alguém na Austrália com quem não falo desde a Holanda, há... mmmm... 3 anos? Parece que também vai à Tailândia em Agosto, talvez nos encontremos por lá.

Sinto-me global como Singapura, mas claro que muito menos civilizada que essa babilónia cosmopolita. Little India que podia ser em Nova Iorque, mas com menos brancos, Chinatown no seu lugar, grandes torres espelhadas com marcas ocidentais. Cinema ao ar livre à porta do museu de graça, calor sem mosquitos, transportes eficientes, preocupações ambientais, comida barata. O que é um sítio autêntico?

Sinto compaixão pelo Camboja, depois dos anos sangrentos a ferida infectou com turistas invasores do património riquíssimo.

Sinto-me cansada como a Malásia.

Sinto.

Em Bali o taxista de taxa fixa que me leva do aeroporto para o Hotel, sugere a meio do caminho, que eu vá antes a pé porque está muito trânsito. No aeroporto conheço um deslumbrante e exótico do Tahiti, osteopata, que estudou em Londres com o meu amigo Yassine.

Parece-me que o mundo vai perdendo escala na maquete da minha vida.










6 bitaites:

Anónimo disse...

Que belas imagens!! Deve ter sido uma viagem maravilhosa. É da foto ou não andas com muito tempo para a praia? Quem são os senhores que estão contigo e com a tua mãe?
Beijoss

Bárbara

levitate disse...

uau!!!!

sarita disse...

pois, tenho visto a praia por um canudo... antes das ferias, foram os exames, relatorios, correções, etc. nas ferias foi um ziguezaguear pelo mapa. houve piscina no camboja, mas estava demasiado calor para estar ao sol... e agora que voltei, novo bimestre, nova disciplina, muito trabalho!!!

mãenuela disse...

Já cá estou, na parvónia do extremo ocidental da Europa.
E se pudesse, já voltava a sair, não sei para onde...
A cozinha cheia de louça para lavar, o frigorífico cheio de restos que não me apetece comer, o portátil que já não funciona bem(não serve de nada meter passwords?)!
Foram boas as férias, a companhia do z, da l e da futura l.
Ver tanta coisa, tão diferente do nosso rame-rame.
E tudo tão same-same, but different, como dizem as t-shirts.
Faz bem sair deste buraco anticuado, e sentir que o centro do mundo está " bem para lá de bagdá", como dizia um samba antigo, a uns milhares largos de km daquilo que nos ensinaram ser o berço da civilização.
E assim, mal cá chego apetece-me logo voltar a sair.

Ricardo disse...

de tempos a tempos, nao por esquecimento mas por mil e uma vagas desculpas que possam surgir, venho-te aqui visitar e tal como agora não consigo me ir embora sem algo te dizer... adoro as tuas histórias e fico colado às imagens que nos proporcionas dessas terras tão longínquas - adoro essas fotografias, tão cheias de cor que parecem ter vida. tudo de bom para ti e a maior força de apoio que possas imaginar!!! keep up doing what u like, for as long as u can!! bj e saudads

sarita disse...

ba, esqueci-me de responder:

os senhores da foto são quem fui encontrar em singapura: mi madre, mi primo imigrante e sua esposa. camuflada na foto está a leonor que há-de nascer nos próximos dias :)

Enviar um comentário

 

Copyright 2006 | Template cedido por GeckoandFly e modificado e convertido para Blogger Beta porBlogcrowds.
Muito obrigada :) Se queres conteúdo reproduzir, basta pedir!