segunda-feira, 23 de junho de 2008

E assim, depois de uma noite solitária no bairro, voltei ao Ramelau. Não foi bem voltar, porque da outra vez fiquei pelo caminho. Ontem, data que muito me apraz em geral, pelo solstício, e que não há ano que passe sem que tente fazer algo especial, quando revi a estrada suicida, atravessada pelos mesmos cavalos selvagens, percorrida pé ante pé pelas figuras surrealistas das montanhas timorenses, e por ali encontrei o local trágico, ainda com os escombros do que restou de mim na altura, senti uma onda a abalar-me com emoções tão fortes que não me lembro de as já ter sentido alguma vez, ou outras de igual intensidade. Gostava de encontrar uma forma mais transparente de vos transmitir a impressão que ficou em mim, mas não há.

Portanto, depois segui viagem, tive uma noite incrível de luar laranja e acampamento na fogueira, alguém me fotografou acima das nuvens - fosse eu um avião -, desci a montanha, senti o meu pé, e voltei para casa, como se 13 meses tivessem existido como lapso para que a viagem continuasse mais tarde, com alívio e plenitude.



NOTA: esta foto é original, não foi tratada. Não sei por qual fenómeno da natureza, mas aparece alguém sentado na minha cabeça, a olhar para a Nossa Senhora que existe nos 2963 metros do Ramelau. Como vêm, estou acima das nuvens. IMPRESSIONANTE.

7 bitaites:

Telemaco disse...

Que nojo que me metes!
Tive tao perto de voltar lá e não consegui. Mas vou voltar.

Foste ao restaurante Sara? lol

Luís

Pedro Serrao disse...

Wow..uma verdadeira aparicao fotografica!
Muito surreal esse murinho de pedra acima das nuvens. Ia-te perguntar se tinhas mais fotos, mas acho q afinal so quero ficar com esta na memoria :)

Joo Magoo disse...

que a paz das pazes te acompanhe sempre... para sempre.

é que quando comunicamos com o coração tornamo-nos transparentes e há uma luz intensa que brilha através, talvez seja ela que te poisa na cabeça :)
essa luz é Tudo.

Abraços apertados e luminosos

Te amo.

Jo

raquel disse...

Para mim, é a libertação de todo o sentimento contido durante todo este tempo..

Beijo*

Raquel

Anónimo disse...

Sara: uma mulher maior do que o Ramelau.
Quando será que eu voltarei aí ? Estou à espera que o Maromak se resolva.
Augusto

SpootlessMind disse...

Fizeste as pazes com ontigo, ultrapassaste aquilo que durante 13 meses esteve contigo... a fotografia deve ser isso mesmo, estás no céu..
beijo com saudades
Inex

Anónimo disse...

Valeu o regresso !!!

Enviar um comentário

 

Copyright 2006 | Template cedido por GeckoandFly e modificado e convertido para Blogger Beta porBlogcrowds.
Muito obrigada :) Se queres conteúdo reproduzir, basta pedir!