quinta-feira, 6 de maio de 2010

- Pois não?
- Há alguma coisa neste sítio...
- Oi? Sítio é do pica pau amarelo!
- Falo da forma como as ruas estão dispostas em Ipanema e das correntes de ar que por ali passam, maravilhosa e harmoniosamente...
- Deus me perdoe! Acorrentado é só no morro.
- Galáxias de luz é no que as favelas do morro se transformam quando cai a noite sobre elas, deixando a descoberto o camuflado que durante o dia as escondeu.
- Rapaz! Com essa conversa tô vendo que o “dia do fico” é para todos os portugueses e não só o cara, Pedro, que disse daqui não saio quando a família real lá no Portugal lhe disse meu amigo é hora de voltar. E aí esse tal de rei gritou ao Ipiranga, daqui não saio! tem Copacabana, tem prainha gostosa, os passeio na Tijuca, tanta fruta tropical...
- Fico, fico sim, com a textura do mar feito leite de côco suave na pele e os pés enfiados na areia que sentem latejante a pulsação da terra, viva, cachoeiras imitadas pelas copas das árvores de folha perene, sombra, abrigo do castanheiro de fernando pó, há quem lhe chame chapéu de sol, e as pessoas são livres, os banhos não ferem susceptibilidades, e se há crime e roubo é para nos lembrar que no paraíso anda tudo é de mãos abertas e bolsos vazios. Há vida aqui, há espaço para o improviso da vida.
- Eu, hein! Dessa vida, moça, cê só leva a vida que se leva.
- Levo o samba comigo, deixando-o aqui, é que “o mundo passa por mim todos os dias enquanto eu passo pelo mundo uma vez.”

1 bitaites:

mãenuela disse...

Você fica? eu tô nessa, embora lá!
Você sábi, "não sei se eu vou, não sei se eu fique, se eu fico aqui, se eu fico lá, se estou lá tenho que vir, se fico aqui tenho que voltar"
é isso aí, si à gente nunca sai do nosso buraco, à gente não sabi o qui está perdendo, e fica mais filiz sendo burra.

Enviar um comentário

 

Copyright 2006 | Template cedido por GeckoandFly e modificado e convertido para Blogger Beta porBlogcrowds.
Muito obrigada :) Se queres conteúdo reproduzir, basta pedir!